Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Quais imóveis são aceitos no empréstimo com garantia de imóvel

Financiamento imobiliário – TR ou Poupança?

Enquanto o financiamento TR é mais estável, a poupança pode oscilar em determinados momentos da economia. Confira as diferenças
Publicado em 29/07/2022
Leia em 2 minutos
Allan Almeida

Índice

Na hora de financiar um imóvel, muitas pessoas ficam em dúvida sobre os indexadores. Financiamento TR ou poupança? Poucas pessoas sabem a real diferença.

A primeira coisa que você deve saber é que para contratar o financiamento imobiliário, o ideal é contar com uma assessoria que possa buscar as melhores taxas e melhores condições para você!

A garantia desse processo é o próprio imóvel que está sendo adquirido. Sendo assim, é a alienação fiduciária que assegura a operação. Mais à frente irei explicar com detalhes esse ponto.

O valor da entrada no financiamento imobiliário vai depender do banco escolhido, alguns cobrem apenas 70% do imóvel, logo a entrada tem que ser de 30%. Porém, o recomendado é que o tomador do crédito ofereça o máximo que puder para amenizar as parcelas.

Nas parcelas estarão os juros da operação que podem variar de acordo com cada instituição financeira.

A taxa de juros nada mais é que o lucro que as instituições têm sobre a operação e que recaem sobre linhas de crédito como cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, financiamento, consignado, entre outros. A taxa pode ser pré-fixada ou pós-fixada, dependendo de cada produto e também do cliente.

As taxas pós-fixadas geralmente são mais baratas do que as pré-fixadas, porém possui correção monetária conforme a economia, ou seja, é calculado pela inflação. Essa incidência se dá por indexador, sendo assim os mais utilizados no financiamento são IPCATR e Poupança.

Financiamento TR x Financiamento Poupança

O CEO da SejaBest, Gaspar Motta, explica os detalhes de cada um.

Ele começa explicando que a poupança é 70% da taxa Selic. “Porém, existe um ponto de equilíbrio. Quando a taxa Selic sobe muito como agora que está 13,75%, a poupança trava em 6,17%”.

O problema é que é um índice que oscila conforme a economia e por isso a pessoa pode se prejudicar se contratar em um momento que a Selic esteja em baixa, depois aumenta e acaba subindo o valor da parcela.

Já a TR sempre foi um índice seguro. Sendo assim, a principal vantagem da TR (Taxa Referencial) é a estabilidade.

Desse modo, é o indexador mais procurado pela grande maioria, visto seu custo benefício de longo prazo.  

Para acompanhar uma simulação em tempo real comparando os dois, assista o vídeo a seguir:

Como pode ser observado no vídeo, não existe muita diferença entre os dois indexadores. Porém, Motta ressalta que como hoje em dia a poupança está travada no teto máximo, a tendência é que diminua com o passar dos anos. Já a TR não deve variar muito, se mantendo mais estável.

Portanto, quem contratar a poupança nos dias de hoje, poderá levar vantagem nos próximos anos.

Tem interesse no financiamento imobiliário?

Simule aqui

Outras matérias para você:

Compartilhe este artigo

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.