Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Imagem traz um sinal de alerta, para chamar a atenção sobre a fraude do empréstimo.

Fraude do empréstimo: como identificar uma cilada?

Veja, em detalhes, como as quadrilhas agem e saiba identificar um empréstimo com cara de fraude. Descubra quais são os 7 cuidados!
Publicado em 16/03/2023
Leia em 5 minutos
Allan Almeida

Índice

No desespero de conseguir mais dinheiro, seja para pagar uma dívida que se acumula ou se manter, muita gente recorre a soluções duvidosas. E, somente depois, percebe que caiu no fraude do empréstimo.

Os bandidos se aproveitam de uma série de ferramentas para enganar as pessoas. E, em muitos casos, eles têm sucesso, viu? Mas se você ler esse texto até o final, vai saber direitinho o que eles fazem para convencer as pessoas.

No mercado, há sim modalidades de empréstimo para quem está com dívidas. Mas aqui você vai descobrir como identificar propostas duvidosas e o que fazer em situações desse tipo. Vamos lá!

O que é a fraude do empréstimo

A princípio, aqui no Brasil, segundo a Serasa, mais de 70 milhões de pessoas estão devendo. Não é só você e eu que sabemos disso. Os bandidos conhecem o problema e, por isso, tem tanta gente assim caindo nesse tipo de armadilha.

Basicamente, os golpistas aproveitam a vulnerabilidade emocional do endividado, que, por conta do sufoco, abraça qualquer sinal de esperança, e oferecem empréstimos com condições extremamente vantajosas.

A dor de cabeça começa depois disso porque essas quadrilhas começam a impor condições que, normalmente, as instituições financeiras não exigem, para que você receba o dinheiro.

Veja abaixo como os bandidos fazem isso.

Como funciona a fraude do empréstimo?

Imagem de fundo azul com uma interrogação na frente.

Os criminosos agem em grupos. Não é à toa que, para aplicar a fraude do empréstimo, eles podem contar com a ajuda de hackers, que conseguem acessar seus dados mais sigilosos, ou criam formulários na internet para que você possa preencher com suas informações.

Em muitos casos, eles entram em contato com que tem dívidas e se identificam como assessores de crédito de grandes instituições bancárias do país. Ou seja, quem está do outro lado da linha dificilmente desconfia.

Aí oferecem propostas de empréstimo surreais, com taxas e prazos que não são praticadas pelo mercado. Mas a pessoa, na ânsia de resolver o problema, acaba aceitando. É aí que começa o prejuízo.

Para que a pessoa receba o dinheiro do empréstimo, os bandidos pedem um depósito em dinheiro, para que, assim, possam concluir a suposta operação financeira. Quando a vítima questiona essa antecipação, eles podem alegar que é uma “taxa de seguro”.

Geralmente, pedem de R$ 200 a R$ 500. Contudo, podem exigir valores ainda maiores, passando dos R$ 1.000, por exemplo, justificando que é “pagamento obrigatório” de impostos federais comuns à operação.

Quando os criminosos recebem o depósito ou PIX, desaparecem, bloqueiam o contato da vítima e ficam totalmente irrastreáveis. E a pessoa, que já está cheia de problema financeiro, fica numa situação ainda pior.

Fraude do empréstimo por WhatsApp e ligação

Os golpistas trabalham com duas abordagens clássicas: ligação telefônica ou WhatsApp. Quando é por aplicativo de mensagens, usam fotos com a logomarca de algum banco para que a pessoa não levante suspeitas.

O que pode deixar a pessoa ainda mais confusa é que várias instituições financeiras do país trabalham com oferta de produtos pelos aplicativos de mensagens. Mas existe uma maneira de saber se o número que entra em contato com você é fraudulento ou não.

Mais abaixo a gente detalha.

Imagem animada clicável com o texto "entre em nosso canal do Telegram e receba nossos conteúdos assim que forem publicados.

Como evitar a fraude do empréstimo falso

Para evitar cair na fraude do empréstimo, é importante tomar algumas precauções. Abaixo, a gente lista 7 cuidados e detalha cada um deles:

  • Quando a esmola é demais: em primeiro lugar, é preciso desconfiar de ofertas de empréstimo com juros muito baixos ou condições extremamente vantajosas. Essa é uma isca padrão dos bandidos para atrair as vítimas;
  • Antecipação: nenhuma instituição financeira consolidada, sob qualquer hipótese, cobra antecipadamente por empréstimos. Na verdade, nem poderiam porque é uma prática considerada crime;
  • Avalie a comunicação: os criminosos não têm muito cuidado com a forma que se comunicam. Por isso, fique atento a erros de português, design mal feito e falta de cuidados que não são comuns a uma instituição séria;
  • WhastApp: se o contato for feito pelo aplicativo, observe as informações do contato, se há endereço da empresa, site ou outras formas de contato. Instituições maiores exibem selo de verificação do WhatsApp;
  • Formulários: não preencha documentos aleatórios, que solicitam seus dados, que você encontra pela internet. Em muitos casos, os bandidos usam esses formulários para furtar suas informações pessoais;
  • Pesquise: acesse o Google ou o Reclame Aqui para consultar informações sobre a empresa;
  • Visite as redes: busque o Instagram da empresa, canal no YouTube e site. Acompanhe as postagens, comentários e depoimentos de clientes para ter a certeza de que é uma empresa confiável.

Como foi dito antes, em muitos casos os bandidos se passam por funcionários de grandes bancos e financeiras, o que pode dificultar a identificação de possíveis fraudes. Neste caso, não pague de forma antecipada.

Encerre a conversa e, em seguida, entre em contato com a instituição financeira. Essas empresas costumam ter registros e protocolos de conversas entre assessores e clientes. Por isso, vão poder confirmar se você foi ou não vítima de uma tentativa de fraude.

Furto de dados para pedir empréstimo

Aqui vale uma outra orientação. Nem sempre os bandidos querem tirar dinheiro de você, mas usam seus dados para fazer empréstimos. Há relatos de pessoas que só descobrem terem sido vítimas desse tipo de fraude quando o banco começa as cobranças.

Mas é possível verificar se seu nome não é usado de forma indevida. Pelo Registrato, que é um serviço do Banco Central, você pode fazer esse tipo de consulta. Ao logar com seus dados, procure o relatório de empréstimos e financiamentos (SCR).

Desse modo, você vai poder averiguar as operações de crédito, registradas em seu nome, disponíveis no sistema financeiro e saber se há algum empréstimo indevido, feito com o uso de seus dados.

Cai na fraude do empréstimo, o que fazer?

Imagem de fundo azul com uma exclamação.

Se você cair na fraude do empréstimo, é importante agir rapidamente. Vá à polícia, denuncie a ação fraudulenta e faça um boletim de ocorrência. Mas você também pode usar o site da Polícia Civil (PC) de sua região para isso.

Depois, troque as senhas de todas as suas contas, sejam bancárias, de e-mail e redes sociais. Porque os bandidos podem usar seus dados para acessar outras informações e causarem estragos maiores.

Em seguida, entre em contato com a instituição bancária que você tem conta e junte todas as provas possíveis do crime: prints de conversas, de ligações telefônicas e, claro, extrato do PIX ou depósito feito para os bandidos.

Tudo isso pode ajudar a polícia nas investigações e identificação da quadrilha.

Instituições confiáveis que fazem empréstimo online para endividados

Uma modalidade de crédito indicada para quem tem dívidas é o empréstimo com garantia de imóvel ou o empréstimo com garantia de veículo. Nessas opções, a pessoa usa um bem que tenha no nome, imóvel ou veículo, como garantia para ter empréstimo liberado.

As taxas e condições são mais atrativas em relação a outras formas de empréstimo, justamente, porque você usa um bem de alto valor como penhor. E várias instituições financeiras, bancos e fintechs oferecem essa modalidade. Veja:

  • SejaBest
  • Itaú
  • Santander
  • Cashme
  • Inter
  • Creditas

Em primeiro lugar, faça uma simulação. Desse modo, você vai ter uma ideia dos valores das parcelas e pode analisar tudo com calma. Depois, avalie se essa é uma opção para você, de acordo com sua realidade financeira.

Imagem clicável com a frase "de quanto você precisa"? O botão leva para um simulador de empréstimo da SejaBest.

Conclusão

A fraude do empréstimo é uma prática fraudulenta que pode causar prejuízos financeiros significativos. Por isso, é fundamental estar sempre atento e tomar precauções para evitar cair nessa armadilha.

Além disso, é importante informar outras pessoas sobre a fraude do empréstimo, para que elas também possam se proteger. A prevenção é a melhor estratégia para evitar prejuízos e garantir a segurança financeira.

Outras matérias para você:

Compartilhe este artigo

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.