Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Home Equity para comprar imóvel de leilão

Home Equity para comprar imóvel de leilão

O Home Equity pode ser contratado para comprar um imóvel de leilão, uma maneira de garantir a casa própria a um valor abaixo do mercado.
Publicado em 13/12/2022
Leia em 4 minutos
Allan Almeida

Índice

O Home Equity pode ser uma excelente alternativa para quem quer comprar um imóvel de leilão.

É uma maneira de garantir a casa própria a um valor bem abaixo do mercado. Nos leilões, é possível comprar um imóvel com uma redução de 40 a 70%.

Presencial ou online, o leiloeiro anuncia um imóvel em um edital com o valor mínimo estipulado. Quem tiver interesse, é só dar um lance mais elevado. Sendo assim, fica com o imóvel quem der o maior lance.

Se a oferta for aprovada, o interessado recebe as devidas orientações sobre documentação e pagamento. 

No leilão, não há aquele trâmite que envolve um comprador, um vendedor e a negociação para se chegar a um acordo que agrade a ambas as partes.

Quais são os tipos de leilão de imóveis?

Há dois tipos de leilão, o judicial e o extrajudicial. Em ambos os casos, existe alguma dívida e, assim, os bens do devedor vão à penhora e são expropriados.

Judicial

O imóvel vai a leilão para que alguma dívida do proprietário seja quitada e cobrada em juízo. Origina-se sempre por intermédio de um processo judicial.

Extrajudicial

Pode ter várias origens, como particular, que pode envolver pessoa física, pessoa jurídica ou uma instituição bancária, ou a alienação fiduciária.

Desse modo, o bem vai a leilão por falta de pagamento, que pode ser do financiamento bancário ou das parcelas de negociações feitas diretamente com a construtora.

É possível financiar imóvel adquirido em leilão?

Nem sempre o arrematante (comprador do imóvel) precisa pagar o valor arrematado (valor do imóvel) à vista.

É o vendedor do imóvel – a Justiça, ou o banco determinado – que determina as regras para o pagamento (presentes no edital). 

Em alguns casos, podem solicitar um sinal de 25% e o restante pode ser parcelado.  

Porém, para quem tem condições de realizar o pagamento à vista pode conseguir descontos ainda mais interessantes.

Por isso, o Home Equity pode ser uma solução no momento de comprar o imóvel de leilão! Você pode garantir uma boa quantia de dinheiro para pagar o imóvel totalmente à vista ou grande parte dele.

Como funciona o Home Equity?

É o empréstimo com garantia de imóvel, muito procurado pelos brasileiros por oferecer juros baixos e prazo estendido para pagamento.

Outra vantagem dessa modalidade é garantir uma alta quantia de dinheiro. Geralmente as instituições financeiras permitem até 60% do valor do imóvel.

No Home Equity, seu imóvel fica atrelado ao banco como forma de garantia até que a dívida seja quitada por completo.

O melhor é que não é necessário justificar a utilidade do dinheiro, então você pode usar para várias finalidades.

Importante ressaltar que, uma vez que seu imóvel fica atrelado à essa operação, ele não poderá ser garantia em outro processo.

Porém, não é necessário se preocupar, pois o imóvel pode ser usado normalmente durante o contrato do Home Equity.

Para contratar essa modalidade de empréstimo, o ideal é pesquisar uma instituição segura e confiável que te auxilie do início ao fim do processo.

Confira as etapas do Home Equity

Análise de crédito

O banco analisa a condição do cliente de acordo com a renda apresentada, histórico financeiro e endividamento ativo no mercado. Todas as pessoas envolvidas passam por essa análise, sendo a principal etapa do processo.

Essa é uma etapa muito importante, pois diz respeito ao seu comportamento financeiro no mercado. Então, deixar todos os seus documentos em mãos ajuda bastante. Inclusive, o seu registrato que é o documento retirado diretamente no BACEN (Banco Central).

Análise do imóvel

Nessa etapa, o banco analisa a garantia da operação, ou seja, o imóvel. Todas as instituições possuem uma empresa de engenharia terceirizada. Portanto, um técnico vai até o imóvel para elaboração do laudo que tem como base o estado de conservação do bem e o preço do metro quadrado da região. Além disso, é feita uma pesquisa de amostragem, que analisa os imóveis com metragens iguais ou semelhantes no mesmo perímetro.

Com a aprovação do imóvel, é possível confirmar o percentual exato da obtenção do crédito, já que isso varia de acordo com o valor do bem.

Lembrando que imóveis de madeira não são aceitos, pois esse mesmo laudo é utilizado pela seguradora.

Análise jurídica

Nessa etapa, solicitam as certidões negativas das pessoas envolvidas e do imóvel para analisarem o risco jurídico.

Por exemplo, se a pessoa tiver uma certidão positiva de débitos trabalhistas que possa gerar algum tipo de penhora em cima da garantia, já é motivo para o declínio da proposta por parte da instituição. Por outro lado, se o cliente tem uma certidão positiva com efeito de negativa, onde consta que apesar de ter um débito, o mesmo está em dia, a tendência é que isso não venha a ser empecilho.

Emissão do contrato

O cliente pode assinar o contrato de forma física ou digital.

O contrato identifica todas as condições do processo e o mesmo será utilizado para o registro do empréstimo junto ao registro de imóveis.

Registro de imóveis

Essa é a última etapa para a liberação do recurso!

O registro de imóveis é responsável pelo registro dos processos imobiliários. O ofício sempre será responsável pelo imóvel, mesmo que o proprietário more em outra região.

Legalmente, o cartório possui 30 dias para finalizar o processo. Esse prazo divide-se em 15 dias para análise da documentação e 15 dias para o registro, fornecendo uma certidão de inteiro teor no final.

As exigências do ofício dependem de cada estado, por isso cada um possui sua própria tabela de emolumentos (custos), respeitando sempre as normas.

Liberação do recurso

Após o registro, o banco confere todos os arquivos para, então, liberar o dinheiro na conta corrente do cliente.

Onde fazer empréstimo com garantia de imóvel?

Com a expansão das fintechs, o Home Equity se tornou cada vez mais acessível e popular. A facilidade e agilidade nos processos são os principais atrativos.

Em primeiro lugar, faça uma simulação. Desse modo, você vai ter uma ideia dos valores das parcelas.

SejaBest possui várias parcerias e por isso oferece as melhores taxas do mercado. O atendimento personalizado garante uma ótima experiência ao cliente. Desse modo, é possível tirar dúvidas a qualquer hora do dia, todos os dias da semana.

Tem interesse no Home Equity?

Simule aqui

Outras matérias para você:

Compartilhe este artigo

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.