Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Pessoa acompanha um gráfico do PIB com a ponta da caneta.

PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2022, segundo o IBGE

Mesmo com queda no 4º trimestre, o PIB brasileiro fechou o ano passado em R$ 9,9 trilhões. Marca foi impulsionada pelo setor de serviços.
Publicado em 02/03/2023
Leia em < 1 minutos
Allan Almeida

Índice

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (2) que o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas no país, cresceu 2,9% em 2022.

Em valores correntes, o PIB fechou o ano em R$ 9,9 trilhões. Segundo o IBGE, impulsionado, principalmente, pelo setor de serviços.

Além de estímulos fiscais e o chamado “efeito reabertura” de bares, restaurantes e outros serviços que tiveram de ficar parcialmente parados por conta da covid-19.

O primeiro semestre de 2022 foi o período de maior ritmo da economia, enquanto no segundo houve uma desaceleração.

Além do setor de serviços, que registrou crescimento de 4,2%, outras áreas também se destacaram. As exportações, por exemplo, tiveram um aumento de 5,5%.

A indústria cresceu apenas 1,6%, enquanto a agropecuária caiu 1,7%. O consumo das famílias cresceu 4,3%, enquanto o consumo do governo aumentou 1,5%.

Já os investimentos avançaram 0,9%. E as importações tiveram um aumento modesto de 0,8%.

O destaque

Para o IBGE, o setor de serviços foi o destaque pleno por conta da oferta, com alta de 4,2% no ano. Em valores, isso significa R$ 5,8 trilhões.

Todas as atividades de serviços tiveram crescimento em 2022, sendo que cerca de 80% do crescimento de consumo pode ser explicado pelo consumo de serviços, especialmente de alojamento e alimentação.

A indústria teve resultados mistos, com destaque positivo para o setor de eletricidade e gás, água, esgoto, gestão de resíduos, que subiu 10,1% no ano.

Atrás da indústria está o setor de construção, que teve alta de 6,9%. As indústrias de transformação e extrativas tiveram perdas por conta de quedas produtivas.

Já a agropecuária teve uma queda de 1,7% devido à redução da produção da agricultura. A pecuária e a pesca tiveram crescimento, mas não conseguiram reverter o resultado negativo.

Outras matérias para você:

Compartilhe este artigo

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.